sábado, 25 de janeiro de 2014

Dicionário de Valores para a Educação

Jose Pacheco o idealizador da Escola da Ponte, em Portugal, lança o Dicionário de Valores para a Educação.


Escola da Ponte é conhecida pelo seu princípio de escola democrática e uso da estrutura de forma diferenciada, sem salas de aulas da maneira tradicional, mas com espaços de trabalho. A escola funciona com trabalho em equipe, estimula o estudante a ter autonomia para buscar informações e expor suas ideias, independente da idade.  
Os alunos trabalham com todos os orientadores educativos, através dos três  núcleos que a escola está dividida: iniciação, consolidação e aprofundamento. Assim, os orientadores são organizados por dimensões: identitária,  artística, linguística, lógico-matemática, naturalista e pessoal e social.

Entre os instrumentos pedagógicos estão:
A liberdade de opinar sobre os direitos e deveres: os alunos decidem democraticamente, na Assembleia de Alunos a cada ano, os direitos e deveres que consideram fundamentais para o funcionamento da escola.
Liberdade de expressão através das Caixinha dos Segredos, onde os alunos podem escrever e colocar na caixinha o que pensam: desabafos, impressões, por escrito, pedidos de ajuda etc.
A criança é estimulada a buscar todas as fontes possíveis de informação que estão a seu alcance antes de pedir ajuda.
Até a avaliação é diferenciada além da avaliação diária, existe a autoavaliação. Faz parte do processo de auto-avaliação, o estudante dizer quando se sente preparado para ser avaliado, solicita a avaliação escrevendo o seu nome numa lista. Assim, é muito provável que sem a definição de uma data de prova, que induz o estudo para a prova e não para a vida, se estimule a criança a saber do seu aprendizado, portanto, desperta curiosidade sobre seu desempenho.
Como exigir responsabilidade sem nunca ter dado ao estudante um desafio para ser responsável? A escola funciona com os grupos que são responsáveis por: arrumação e material comum; assembleia e comissão de ajuda; computadores e música; jogos de mesa e recreio bom;jornal; murais e solidariedade. Os grupos reúnem-se uma vez por semana para resolverem alguns assuntos ou planejamento do dia a dia da escola.



A metodologia é pautada em valores. Para divulgar os princípios que devem nortear uma educação democrática e emancipadora, Jose Pacheco, lançou o Dicionário de Valores.

O dicionário está disponível  para download na internet.



http://revistaescola.abril.com.br/formacao/formacao-inicial/jose-pacheco-escola-ponte-479055.shtml

 Blog Educação



sexta-feira, 24 de janeiro de 2014

PL da refomulação do ensino médio



“A  Comissão especial da Câmara dos Deputados que discute a reformulação do ensino médio entre outros pontos, o relatório altera a Lei de Diretrizes e Bases da Educação para propor a adoção do ensino médio integral para 50% dos alunos da etapa de ensino no prazo de cinco anos após a aprovação da matéria. O objetivo é que em 10 anos, a totalidade das escolas deverá oferecer o ensino médio com sete horas diárias de atividades em sala da aula.”

“O relatório estabelece ainda que o ensino médio noturno só poderá ser cursado por pessoas com mais de 18 anos e terá uma carga reduzida de quatro horas diárias, com duração de quatro anos. O projeto de lei será analisado por outra comissão especial, que será criada especificamente para esse fim. Depois, a proposta, se aprovada, seguirá para o Plenário da Casa.” (Terra 23.11.13 )



segunda-feira, 13 de janeiro de 2014

"Rolezinhos"

Esse tipo de acontecimento, como os “rolezinhos” vão continuar incomodando, enquanto os mesmo jovens que no seu dia a dia são perseguidos pelos seguranças de shoppings, supermercados e outros lugares, sozinhos são intimidados, agora juntos intimidam...


Shopping barra jovens da periferia, mas libera 'rolezinho' de alunos da USP